quarta-feira, 3 de julho de 2013

Cálculo e Manejo da Necessidade de Calagem

Continuando a interpretação do resultado de uma análise de solo vamos abordar o cálculo da necessidade de calagem e a escolha do calcário para elevação da relação Ca/Mg. Para melhor compreender o desenrolar deste artigo, o leitor precisará ler os dois anteriores que falam sobre soma de bases, CTC's, saturações por bases e por alumínio, acessando os links abaixo, pois os valores que vamos lançar, a seguir, foram obtidos nos referidos artigos:

As duas amostras que foram objeto dos artigos anteriores apresentaram os resultados descritos no Quadro 1.


1) Cálculo da Necessidade de Calagem na Amostra 1


Na determinação da necessidade de calagem (t/ha) utiliza-se a saturação de bases do solo (V1) e a saturação de base ideal para cada cultura (V2). A CTC a pH a 7.0 é levada em conta no cálculo da calagem. 
A fórmula para calcular a necessidade de calagem (NC) em t/ha, no caso de valores expressos em cmolc/dm³, é a seguinte:
NC (t/ha) = (V2 - V1) x T / 100

Amostra 1: Esta amostra tem um V1 = 70%. Para culturas que exigem até 70% (V2) não haverá necessidade de calagem. Somente usar-se-ia a fórmula no caso de culturas que demandam um V2 > 70%.
Como a relação Ca/Mg é baixa (1,5:1), vamos usar um V2 = 80% somente para adicionar Ca e Mg. Então,  NC (t/ha) = (80 - 70) x 6,0 / 100  .'.   NC = 0,600 t/ha  ou 600 kg/ha
A quantidade não é suficiente para aumentar a relação Ca/Mg para, no mínimo, 3:1.


2 ) Aumentar a Relação Ca/Mg para 3:1 na Amostra 1


O calcário a ser usado deverá ser um calcítico, pois a finalidade é aumentar a relação Ca/Mg com a adição de mais cálcio. 
Seja um calcário calcítico com 55% de CaO.
Ora, sabe-se que cada 1% de CaO, quando se aplica 1 t/ha de calcário, na camada de 0-20 cm, adiciona 0,1783 cmolc/dm³ de Ca.
Então, 55%  x  0,01783 = 0,98 cmolc/dm³ Ca.
Para elevar a relação natural de Ca/Mg de 1,5 para 3 precisamos 3 vezes mais Ca em relação ao Mg. Como o teor de Mg no solo é 1,6  precisamos  3  x 1,6 = 4,8 cmolc/dm³ Ca
O solo tem 2,4 cmolc/dm³ Ca, portanto precisamos adicionar mais 2,4 cmolc/dm³ Ca (4,8 - 2,4).
1 t/ha de calcítico com 55% CaO adiciona ................. 0,98 cmolc/dm³ de Ca
Quanto de calcítico (X) para adicionar........................ 2,4 cmolc/dm³ de Ca
X = 2,4 x 1 / 0,98 = 2,45 t/ha de calcário calcítico.
Vimos que para cada tonelada desse calcário calcítico são adicionados 0,98 cmolc/dm³ Ca. As 2,45 t/ha adicionarão, na camada de 0-20 cm:
2,45 t/ha x 0,98 cmolc/dm³ = 2,4 cmolc/dm³ de Ca que somadas aos 2,4 que o solo possui, nos darão um total de Ca = 4,8 cmolc/dm³. A nova soma de bases será SB = 4,8+1,6+0,2 = 6,6 e a nova relação Ca/Mg, 4,8/1,6 = 3/1. A nova saturação de Ca da CTC a pH 7.0 ficará assim:
% saturação de Ca = 100 x 4,8  / 6,6 =72,7%
A saturação de potássio é de 3,0% que pode ser aumentada para até 5% da CTC a pH 7.0. Nesse caso, seria utilizado o cloreto de potássio que pode ser visualizado seu cálculo lendo o artigo "Saturando com potássio a CTC a pH 7.0"

3) Cálculo da Necessidade de Calagem na Amostra 2


Amostra 2:  NC (t/ha) = (70 - 39,9) x 6,16 / 100  .'. NC = 1,85 t/ha ou 1.850 kg/ha
A quantidade encontrada para esse solo foi de 1.850 kg/ha com um PRNT de 100%. Ora, o calcário que vai ser usado tem um PRNT de 80%. Desse modo, é necessário fazer a correção da quantidade, ou seja, 100/80 = 1,25  .'. 1.850 kg/ha x 1,25 = 2.312 kg/ha, ou seja, 2,3 t/ha.


4) Aumentar ou Manter a relação Ca/Mg na Amostra 2


Aqui a meta é usar um calcário dolomítico e, talvez, uma mistura de dolomítico mais calcítico para manter a relação Ca/Mg natural do solo.
Seja um calcário com 36% de CaO e 15% de MgO e PRNT de 80%.
"Cada 1% de CaO, quando se aplica 1 t/ha de calcário, na camada de 0-20 cm, adiciona 0,01783 cmolc/dm³ de Ca. e cada 1% de MgO adiciona 0,0248 cmolc/dm³ de Mg".
36% de CaO x 0,01783 = 0,64 cmolc/dm³ Ca
10% de MgO x 0,0248 = 0,24 cmolc/dm³ Mg
As 2,3 t/ha adicionarão de Ca e Mg o seguinte:
2,3 x 0,64 cmolc/dm³ Ca = 1,47 cmolc/dm³ Ca
2,3 x 0,24 cmolc/dm³ Mg = 0,55 cmolc/dm³ Mg
O solo possui 1,9 cmolc/dm³ Ca + 1,47 cmolc/dm³ adicionado dão um total de 3,37 cmolc/dm³ Ca.
O solo possui 0,4 cmolc/dm³ Mg + 0,55 cmolc/dm³ adicionado dão um total de 0,95 cmolc/dm³ Mg. A relação Ca/Mg ficará em 3,5 abaixo da relação natural do solo de 4,75. 
Para manter a relação natural do solo (4,75), o artigo "Como manter ou aumentar pela calagem a relação Ca/Mg" explica como fazê-lo.

A nova soma de bases será: SB = 3,37+0,95+0,16 = 4,48 cmolc/dm³, que representa 72,7 da CTC a pH 7,0.  A proposta, no cálculo da calagem, era elevar a percentagem de saturação por bases da CTC a 70%.
A saturação de Ca aumentou de 30,8 para 54,7%. A saturação de Mg aumentou de 6,6 para  15,6%. Ambas saturações ficaram do que se chama ideal, ou seja, 50-70% de Ca e 10-20% de Mg.
No potássio a saturação está baixa (2,16%) e deve ser elevada a sua percentagem de saturação da CTC a pH 7 para 4 a 5%, com adição de cloreto de potássio.



17 comentários:

  1. Olá professor, fiz uma analise de uma area de soja no estado de Goias, na qual indicou V%=42, T=8,66 e relação Ca/Mg= 2,6/1 e S-So4=5mg/dm3. Gostaria de elevar a relaçao de Ca/Mg para algo em torno de 4/1 sem alterar em muito a saturaçao de base. A conta de que para cada 1% de CaO na tonelada de calcario acrecenta 0,01783cmolc/dm3 tambem serve para o gesso agricola? Um gesso com aproximadamente 30% de Cao, posso realizar a mesma linha de raciocinio que o calcario, pois se eu for usar um calcario calcitico para elevar a relacao Ca/Mg irei alterar em muito minha V%. Ha alguma contra indicação em aplicar apenas o gesso na dosagem exata para elevar a relação Ca/Mg?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No caso do calcário está relacionado ao carbonato de cálcio.
      Você pode usar o calcário, neste caso procurando um que tenha suas percentagens de CaO e MgO nessa relação.
      Você terá que usar calcário para saturar a CTC a pH 7,0. Você pode ainda misturar calcário dolomítico com calcítico para manter essa relação.
      O artigo a seguir explica como manter ou aumentar a relação Ca/Mg.
      http://agronomiacomgismonti.blogspot.com/2010/03/como-aumentar-ou-manter-pela-calagem.html

      Excluir
  2. Boa tarde,
    Sempre que for determinar a relação Ca/Mg que o calcário for proporcionar tenho que subtrair o valor de Cálcio e Magnésio do que está presente no solo.
    Ex.: análise do solo: Ca =1,2; Mg = 0,6, relação (1,2/0,6) = 2:1 e recomendação de 4,48 t/ha. Relação Ca/Mg desejada = 3:1

    Nesse caso teria que aplicar calcário calcítico (55% CaO) para aumentar a relação.
    55% CaO x 0,01784 = 0,98 Cmolc Ca/dm3 x 4,48 = 4,39 Cmolc Ca/dm3
    Cálcio: 4,39 do calcário + 1,2 cálcio no solo = 5,56
    Magnésio no solo: 0,6
    Relação nova: 5,56/ 0,6 = 9,27

    Se eu aplicar um calcário dolomítico com 38% CaO e 12% MgO.
    38% CaO x 0,01784 = 0,67 Cmolc Ca/dm3 x 4,48 = 3 Cmolc Ca/dm3
    12% MgO x 0,02481 = 0,29 Cmolc Mg/dm3 x 4,48 = 1,3 Cmolc Mg/dm3
    Cálcio: 3 do calcário + 1,2 do solo = 4,2
    Magnésio: 1,3 do calcário + 0,6 do solo = 1,9
    Relação nova: 4,2 / 1,9 = 2,21

    Teria que misturar então com esse calcário dolomítico o calcítico.
    O Cálcio tem que estar 3 x mais que o Magnésio (0,29 Cmolc Mg/dm3 calcário + 0,60 solo = 0,89).
    0,89 x 3 = 2,67 de cálcio - 0,67 (cálcio calcário dolomítico) - 1,20 cálcio do solo = 0,80 de Cmolc Ca/dm3 que falta.
    (1000 kg calcário calcítico x 0,80) / 0,98 = 816 kg/ha

    Para cada 1 t/ha de calcário dolomítico é necessário misturar 816 kg de calcítico.
    Então:
    4,48 t/ha de dolomítico fornece:
    3 Cmolc Ca/dm3
    1,3 Cmolc Mg/dm3
    Calcítico: 0,80 x 4,48 = 3,58 Cmolc Ca/dm3
    Solo: 1,2 Cmolc Ca/dm3 e 0,60 Cmolc Mg/dm3
    Cálcio: 3 + 3,58 + 1,2 = 7,78 Cmolc Ca/dm3
    Magnésio: 1,3 + 0,6 = 1,9 Cmolc Mg/dm3

    Relação nova: 7,78 / 1,9 = 4:1
    Mesmo assim não dá a relação 3:1
    Gostaria de saber aonde está os erros?
    Sempre é necessário descontar os valores de cálcio e magnésio que já estão no solo?
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você tem que considerar o que o solo naturalmente contém do nutriente. Se você calcio, por exemplo, que precisa 3 cmolc/dm³ Ca e o solo contém 1 cmol Ca, vocè vai precisar acrescentar 2 cmol e não 4 cmol de Ca. Era esta a sua dúvida?

      Excluir
    2. Corrija-me: Se você calculou, por exemplo, que precisa 3 cmolc/dm³ Ca.............

      Excluir
    3. Bom dia Professor
      É que a quantidade de calcário que calculei deu 4,48 t/ha.

      Então se eu aplica-se só o calcário calcítico daria:

      55% CaO x 0,01784 = 0,98 Cmolc Ca/dm3 x 4,48 t/ha = 4,39 Cmolc Ca/dm3
      Cálcio: 4,39 do calcário + 1,2 cálcio no solo = 5,56
      Magnésio no solo: 0,6
      Relação nova: 5,56/ 0,6 = 9,27

      Mas iria passar da relação que eu quero.

      Excluir
    4. Bom dia Soraia
      considerando o calcário dolomítico com 38% de Ca e 12% de Mg e para cada 1000kg. Você achou 0,67 cml Ca e 0,29 cmolc Mg.
      Mg = 0,29 + 0,6 (solo) = 0,89
      Para uma relação 3:1 será preciso 2,67 cmolc Ca (0,89 x 3).
      O calcário acima em cada 1000 kg adiciona 0,67, o solo tem 1,2 então falta adicionar 0,80 cmolc Ca (2,67-1,2-0,67)
      1000 kg calcítico 55% adiciona ..... 0,98 cmolc Ca
      Quanto calcitico p/adicionar........ 0,80 cmolc Ca

      X = 0,80 x 1000 / 0.98
      X = 816 kg calcítico

      O que foi adicionado:
      Ca = 1,20 (solo)+ 0,67 (dolom.)+0,80 calcit)= 2,67 Ca
      Mg = 0,60(solo) + 0,29(dolom)= 0,89 Cmolc Mg
      Ca/Mg 2,67 / 0,89 = 3 ou seja 3:1
      Então, para cada 1t de calcário dolomítico você deverá adicionar 816 kg de calcítico.

      Excluir
    5. Portanto, se no calculo de:
      NC = Y x [Al - (mt x t / 100)] + [X - (Ca + Mg)]
      NC = 2 x [0,5 - (25 x 2,36 / 100)] + [3,5 - (1,2 + 0,6)]
      NC = 2 x [0,5 - 0,59] + [3,5 - 1,8]
      NC = 2 x [-0,09] + 1,7
      NC = - 0,18 + 1,7
      NC = 1,52 t/ha

      QC = NC X (SC/100) X (EC/20) X (100/PRNT)
      QC = 1,52 X (100/100) X (50/20) X (100/85)
      QC = 1,52 X 1 X 2,5 X 1,18
      QC = 4,48 t/ha

      A quantidade então a ser aplicada por hectare de acordo com a sua conta anterior seria 4,48 t ha calcário dolomítico + 3.655,68 kg de calcítico? Que irá proporcionar a relação 3:1.

      Muito obrigada pelas correções e informações professor.

      Excluir
    6. Soraia, acho qe tem
      Considerando o que vc achou com o calcário 38%
      Mg 1,30 + 0,60 solo = 1,9 cmolc
      1,9 x 3 = 5,7 precisa-se 1,57 cmocl Ca para ma relação 3:1
      O dolomítico dá em 4,48 t o valor de 3 cmolc Ca
      3 + 1,2 (solo)= 4,2 .'. para 5,7 falta 1,5 cmolc de Ca que deverá vir do dolomítico
      1 t calcitico adiciona...... 0,98 cmolc Ca
      Quanto calcítico para adicionar(X).... 1,5 cmolc Ca
      X = 1.530 kg
      Ca = 1,20(solo)+ 3(dolom) + 1,5 (calc)= 5,7 cmolc Ca
      Mg = 0,60 (solo) + 1,3(dolom) = 1,9
      5,7/1,9 = 3:1
      Então: será aplicado
      4,48 t de calcário dolomítico e 1,53 t de calcário calcítico.
      Vou verificar melhor o que lhe mandei anteriormente, pois acho que deve haver m erro de cálculo.

      Excluir
    7. Muito obrigada professor.
      Vou esperar sua verificação para ver qual dos dois devo utilizar.

      Excluir
    8. O segundo cálculo é o correto e mais completo. O primeiro não está completo embora se achou a relação 3:1
      No seu cálculo, os primeiros, você considerou o calcítico com o emprego de 4,48t também. Qualquer dúvida escreva. Estava observando o seu último comentário e pergunto se o calcário vai ser incorporado na camada de 50 cm EC/20 ou 50/20.

      Excluir
    9. Bom dia Professor
      Fiquei com uma dúvida em relação a quantidade final de corretivo. Se a recomendação no calculo foi de 4,48 t/ha e eu apliquei 4,48 t/ha de dolomítico e 1,53 t/ha de calcítico eu não realizei uma supercalagem? Pois passou da quantidade recomendada. Além disso, o pH pode ficar com valores maiores que eu desejava e ocasionar uma alteração na disponibilidade dos nutrientes.

      Excluir
    10. Bom dia, Professor.

      Será que posso realizar o seguinte procedimento?
      4,48 t/ha é a recomendação.
      3,48 t/ha de calcário dolomítico:

      38% CaO x 0,01784 = 0,67 Cmolc Ca/dm3 x 3,48 = 2,33 Cmolc Ca/dm3
      12% MgO x 0,02481 = 0,29 Cmolc Mg/dm3 x 3,48 = 1,01 Cmolc Mg/dm3
      Cálcio: 2,33 do calcário + 1,2 do solo = 3,53
      Magnésio: 1,01 do calcário + 0,6 do solo = 1,61

      3 x 1,61 = 4,83
      4,83 - 2,33 (Ca dolomítico) - 1,20 (Ca solo) = 1,30 (falta)
      (1000 kg calcário calcítico x 1,30) / 0,98 = 1.327 kg/ha

      Ca: 2,33 (dolomítico) + 1,30 (calcítico) + 1,20 (solo) = 4,83
      Mg: 1,01 (dolomítico) + 0,60 (solo) = 1,61

      Relação: 4,83 / 1,61 = 3:1

      Quantidade de calcário aplicado: 3,48 t/ha dolomítico + 1.327 kg/ha calcítico (1,3 t/ha) = 4,78 t/ha

      Pelo menos assim não passa tanto da quantidade que foi calculada lá no início da recomendação e a relação Ca/Mg fica com 3:1.
      Será que pode realizar esse procedimento?
      Muito obrigada pela ajuda professor.

      Excluir
    11. Bravo Soraia. Você é muito inteligente e raciocina bem.
      Claro você pode usar esta menor quantidade.
      Lembre-se que os cálculos anteriores foram feitos partindo da recomendação de 4,48t/ha.
      É claro que pode haver uma supercalagem. Na prática, é o que você raciocinou. E se você fizer outros cálculos alternativos, você vai ter outras quantidades de corretivo e chegar aos 3:1. Meus parabéns.Um abraço.

      Excluir
    12. Obrigada Professor.
      Suas explicações me auxiliaram bastante.
      Um grande abraço.

      Excluir
  3. Por fim gostaria de saber se tem algum equipamento que facilite a mistura dos dois calcários para posterior aplicação ou os mesmos devem ser aplicados de forma separada?
    Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. no meu tempo se usava um tipo betoneira. Ou algumas propriedades têm misturador. Em último caso aplicar em separado. A desvantagem é que a despesa aumenta. Um abraço. Felicidades e sucesso no seu trabalho.

      Excluir

Comente, manisfeste a sua experiência, a sua dúvida, utilizando a parte de comentários.