terça-feira, 14 de julho de 2015

Liberação de Nutrientes na Solução do Solo

imagem adaptada:http://www.lesbeauxjardins.com

Solução do solo é a fase líquida onde estão dispostos os nutrientes essenciais que serão absorvidos pelas plantas através do seu sistema radicular. Portanto, na solução do solo temos íons (soluto) e água (solvente).
Complexo argilo-húmico é a reserva de nutrientes do solo de grande importância, pois tendo cargas negativas retém os nutrientes (carga positiva) essenciais às plantas. Pelo processo de troca, estes nutrientes passam para a solução do solo sendo absorvidos pelas plantas.                   

Vamos supor duas fases:


1. Solo com pH ácido

O solo apresenta um pH de 5,4 e numerosos íons H+. A saturação de cátions é a seguinte: 50% Ca², 5% Mg², 5% K e 40% H.
O íon K+ adsorvido nos pontos de troca do complexo argilo-húmico passa para a solução do solo. O íon K+ da solução do solo é absorvido pelas plantas deixando cargas negativas nos coloides do solo que são ocupadas pelo H+. Os íons H+ passam ocupar os pontos de troca, substituindo os íons K+. Então, o complexo argilo-húmico passa a ter mais pontos de troca ocupados pelo H+. Esta troca de K+ por H+ contribui para aumentar a acidez do solo.

2. Solo com pH neutro

O solo apresenta boa quantidade de cálcio (Ca²+) e um pH próximo da neutralidade. A saturação do solo apresenta 90% de Ca, 5% de Mg e 5% de K. Há um processo de troca de nutrientes entre a solução do solo e o complexo argilo-húmico. O K+ é avidamente absorvido pelas plantas. O K+ adsorvido no complexo argilo-húmico passa para a solução do solo, para manter o equilíbrio. Isto deixa livre pontos de troca que são ocupados pelo Ca²+. O complexo argilo-húmico tem maior quantidade de Ca e Mg adsorvidos.


5 comentários:

  1. Boa noite professor Gastão. Gostaria de saber do senhor ou dos leitores, onde consigo adquirir os manuais de interpretação de análise de solo, preciso do Boletim 100 (SP), 5ª Aproximação atualizada (MG) e Boletim do Cerrado (MS). Estou tendo dificuldades em encontrá-los para comprar. Se alguém souber e puder me ajudar, fico muito agradecido.

    Obrigado desde já. Abraço,

    Eng. Agrônomo Paulo E. Q. Vicente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você encontra nos órgãos de pesquisa ou nos laboratórios das redes oficiais e escritórios de extensão rural. O Boletim 100 no IAC ou, talvez no seu site. A 5 aproximação na internet pesquisando no Google, como o boletim do cerrado.

      Excluir
  2. Professor Gismonti, grato por suas informações valiosas e atuais. Gostaria que o Sr. esclarecesse uma dúvida, fiz uma análise de tecido foliar para o ipê-roxo e obtive como resultado teor de 19,95 g/kg para o N, porém queria converter para g/planta qual o procedimento?
    Desde já agradeço
    Att, Adalberto Alves

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. você está trabalhando com duas unidades diferentes kg (massa) e planta. A análise da uma ideia que o teor de N é de 1,995% ou arredondando 2%.

      Excluir

Comente, manisfeste a sua experiência, a sua dúvida, utilizando a parte de comentários.