terça-feira, 28 de março de 2017

Partindo das Quantidades de Matérias-Primas, Encontrar uma Formulação

Muitas vezes tentamos encontrar uma formulação de fertilizante químico que reponha exatamente as quantidades de nutrientes que nos foram recomendadas. Mas nem sempre conseguimos obter uma formulação que adicione as reais necessidades de nutrientes. Outras vezes, partimos para calcular separadamente as quantidades de N, P2O5 e K2O, usando as respectivas matérias-primas para atingir as quantidades reais
destes nutrientes. Por exemplo, uma recomendação de 666 kg/ha de ureia, 333 kg/ha de supersimples e 250 kg/ha de cloreto de potássio. Quanto corresponde em N, P2O5 e K2O?
Então:
Em 1.000 kg de ureia temos ....................... 450 kg N
em 666 kg de ureia teremos ......................    X kg/ha N
X = 666 x 450 / 1.000
X = 300 kg/ha de N (arredondamos)

Em 1.000 kg de supersimples (SS) temos ........... 180 kg P2O5
Em 333 kg de SS teremos ................................... Y kg/ha P2O5
Y = 333 x 180 / 1.000
Y = 60 kg/ha de P2O5

Em 1.000 kg de cloreto de potássio (KCl) temos ...... 600 kg K2O
Em 250 kg de KCl  teremos ....................................... Z kg/ha K2O
Z = 250 x 600 / 1.000
Z = 150 kg/ha de K2O

Chegamos à conclusão que estas quantidades de matérias-primas fornecem:
300 kg/ha N, 60 kg/ha P2O5 e 150 kg/ha K2O.
Temos, então, uma relação de nutrientes: 300 - 60 - 150
Dividindo pelo menor (60), teremos uma relação simplificada: 5 - 1 - 2,5
Multiplicando por 4 a relação simplificada teremos 20 - 4 - 10
por 5 teremos: 25 - 5 - 12,5 (12 ou 13)
Todas são formulações de fertilizantes. Resta saber se elas existirão para venda no comércio de fertilizantes.
Qual a quantidade?
Para encontrar a quantidade a ser aplicada, basta dividir a necessidade de nutriente pelo seu respectivo valor na formulação e o resultado multiplicar por 100.

Por exemplo, no caso do N (300 kg/ha) numa formulação 20-04-10.
(300 / 20) x 100 = 1.500 kg/ha da formulação 20 - 04 - 10.

Mas vou aplicar apenas 1/3 do N na base e os outros 2/3 em cobertura.

Neste caso, 1/3 de 300 = 100 kg/ha N
As necessidades a serem aplicadas na base serão 100 - 60 - 150. A relação simplificada será:
100/60 - 60/60 - 150/60   ou seja: 1,7 - 1 - 2,5
Multiplicando por 8 a relação simplificada obteremos: 13,6 (14) - 8 - 20
A formulação a ser utilizada será: 14 - 8 - 20
Quantos kg/ha desta formulação?
(60 P2O5 / 8 P2O5) x 100 = 750 kg/ha de 14 - 8 -20

E se for aplicado na base apenas 50% da necessidade total de N? Agora, deixo para o leitor encontrar a solução.

2 comentários:

  1. Respondendo...

    E se for aplicado na base apenas 50% da necessidade total de N?

    Neste caso, 1/2 de 300 = 150 kg/ha N
    As necessidades a serem aplicadas na base serão 150 - 60 - 150. A relação simplificada será:
    150/60 - 60/60 - 150/60 ou seja: 2,5 - 1 - 2,5
    Multiplicando por 8 a relação simplificada obteremos: 20 - 8 - 20
    A formulação a ser utilizada será: 20 - 8 - 20
    Quantos kg/ha desta formulação?
    (60 P2O5 / 8 P2O5) x 100 = 750 kg/ha de 20 - 8 -20

    ResponderExcluir

Comente, manisfeste a sua experiência, a sua dúvida, utilizando a parte de comentários.