quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Fórmulas de Adubo conforme Recomendaçao

Uma análise de solo estabelece, pelos teores de macronutrientes, uma recomendação, para a cultura do feijão, de 20 kg N, 80 kg P2O5 e 40 kg K2O, por hectare. Para a recomendação do fertilizante adequado, que atenda estas necessidades propostas pelo resultado da análise do solo, é preciso estabelecer uma relação simplificada entre os nutrientes NPK recomendados, de modo que obter-se-á uma ou mais fórmulas de adubos específicas, diferenciando-se, apenas, na quantidade a ser aplicada com cada uma.
A recomendação acima estabelece a seguinte relação: 20:80:40.
Dividindo-se esta relação pelo menor número, obteremos uma relação simplificada: 1:4:2.
Esta relação vai ser o ponto de partida para se descobrir qual ou quais fórmulas de fertilizantes atenderão à recomendação.
Para isto, multiplica-se a relação simplificada encontrada por coeficientes, ou seja:
multiplicando por 4 a relação teremos: 04-16-08. Portanto, temos uma formulação de fertilizantes. Quanto aplicar por hectare?
Para achar a quantidade de fertilizante a ser aplicado, divide-se a recomendação de qualquer um dos nutrientes pelo respectivo teor do nutriente na fórmula, e multiplica-se por 100.
20/4 x 100 = 500 kg/ha.
Se multiplicarmos a relação simplificada por 5, teremos uma nova formulação de fertilizante, a 05-20-10. A quantidade a ser aplicada será: 20/5 x 100 = 400 kg/ha.
Se multiplicarmos a relação por 6 teremos uma nova fórmula, a 06-24-12. A quantidade a ser aplicada será: 20/6 x 100 = 333 kg/ha.
E assim, sucessivamente. São as chamadas formulações similares. Entretanto, isto vai até um certo ponto: as indústrias vão até um limite para fabricarem as diferentes formulações de adubos, pois dependem das concentrações dos nutrientes nas mesmas. Uma formulação, 10-40-20 poderá encontrar dificuldades na sua obtenção, pois depende da concentração dos nutrientes nas matérias-primas. Imagine uma outra similar, a 12-48-24, impossível de fabricá-la, pela alta concentração dos nutrientes.
Portanto, devemos trabalhar com coeficientes que nos dêm fórmulas possíveis de encontrá-las no comércio.
Para achar a quantidade da fórmula obtida no cálculo, pode-se usar tanto o N como o P e K. Somente devemos ter o cuidado de utilizar os nutrientes correspondentes. Por exemplo: se partirmos do fósforo, usamos a recomendação de P2O5, dividimos pelo respectivo P2O5 da fórmula e multiplica-se por 100.
Ou seja:
Na fórmula 05-20-10, divide-se os 80 kg P2O5 recomendados pelo respectivo 20 da fórmula e multiplica-se por 100.
Então, 80/20 x 100 = 400 kg/ha.
Qualquer que seja o nutriente empregado, as quantidades de uma fórmula será a mesma, cuidando para respeitar o que foi explicado. Tente fazer com o K e você encontrará, no caso da 05-20-10, a mesma quantidade de 400 kg/ha.
Se quiséssemos saber quanto aplicar, por exemplo, os 400 kg/ha da fórmula 05-20-10 em g/10m linear de sulco? O espaçamento é de 50 cm entre sulcos.
Usaríamos o cálculo abaixo:
g/metro linear de sulco = (adubo kg/ha x espaçamento em metro) / 10
g/metro linear de sulco = (400 x 0,5 m) /10 = 20 g/mlinear de sulco
20 x 10 metros lineares = 200 g

OUTROS ARTIGOS PARA LER
Encontrando fórmulas similares de fertilizantes
Cálculo da quantidade de fertilizantes

13 comentários:

  1. Gostei muito da explicação. Sou Agrônomo, e como não possuo em mãos livros sobre adubação, encontrar na internet um bom blog sobre o assunto é uma ótima maneira de se atualizar. Obrigado por compartilhar o conhecimento, com certeza voltarei ao seu blog. Daniel V., musicodan.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. A relação esta errada no inicio do calculo, multiplicando por 4 a relação fica 04-16-08

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Danilo. Realmente está errada: é 8 e não 12 o K2O. Vamos providenciar a correção. Valeu!

      Excluir
  3. Parabéns pelo Blog. Necessito de uma confirmação! De acordo com os cálculos que realizei, terei a necessidade de aplicar 273kg/ha. Transformando para metros linear (adubação mais precisa no sulco), terei: (273 x 0,6)/10 = 16,38g/metro linear? Tendo em mente que terei 58 linhas (sulcos) cada uma com 41 metros de comprimento, minha quantidade total de adubo para tal área será de ~ 39kg?

    ResponderExcluir
  4. Respostas
    1. Para transformar kg/ha em g/m² basta dividir por 10.
      No cálculo estamos usando um fertilizante a base de 400 kg/ha e transformamos em g.



      Excluir
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  6. Gostaria de saber, como você chegou aos 20 kg de N, 80 kg de P, e 40 kg de k.(Sou de Minas gerais). Como faria essa cota?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. são dados hipotéticos, apenas para realizar o exercício.

      Excluir
  7. posso usar o 4-20-20 e quantos kg por hectare.

    ResponderExcluir
  8. e se nao tiver analise de solo .quantos usar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recomendo consultar a assistência técnica da sua região (??) que poderá lhe orientar melhor.

      Excluir

Comente, manisfeste a sua experiência, a sua dúvida, utilizando a parte de comentários.