quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Análise de Solos - Os Conceitos de S, CTCs, m%, V%

A análise do solo é o instrumento que o técnico utiliza para recomendar as necessidades de calagem e fertilizantes, melhorando as condições de fertilidade de um solo, para que as plantas encontrem os nutrientes que elas precisam para responder com altas produtividades. É importante o conhecimento dos conceitos abaixo para que tenhamos uma noção mais ampla das condições e manejo da fertilidade do solo. Vamos comentar a importância de cada um, as fórmulas utilizadas para cálculos da soma de bases, CTCs, percentagem de saturação por Al³, percentagem de saturação por bases (V%) e outros.
1 - Soma de bases trocáveis (S) ou (SB)

Aqui se calcula a soma dos cátions Ca² + Mg² + K + Na. Os cátions estão na forma trocável no complexo de troca do solo. Através do valor da soma de bases podemos calcular a CTC efetiva, a CTC a pH 7,0, a saturação por bases (V%).
S = Ca²+Mg²+K+Na.
O valor da soma de bases é expresso em cmoc/dm³ ou mmolc/dm³. Convém lembrar que todos os cátions devem estar expressos em cmoc ou mmolc . Se a análise do solo apresentar os cátions com unidades diferentes, eles devem ser transformados para as unidades que expressam a soma de bases. Além disto, cmoc/dm³ x 10 = mmolc/dm³. Da mesma forma, mmolc/dm³ dividido por 10 = cmoc/dm³.
"A soma de bases (S) dá uma indicação do número de cargas negativas que estão ocupados por bases nos colóides do solo".

2 - Capacidade de Toca de Cátions - CTC efetiva (t)
Esta nos diz a capacidade efetiva de um solo em reter cátions próximos do seu pH natural.
t = S + Al³
Os valores são expressos em cmoc/dm³ ou mmolc/dm³.

3 - Capacidade de Troca de Cátions - CTC a pH 7,0
É a quantidade de cátions adsorvida a pH 7,0 ou, em outras palavras, a CTC potencial do solo. Seria o valor a ser atingido se a calagem elevasse o pH a 7,0. "O máximo de cargas negativas que seriam liberadas a pH 7,0 para serem ocupadas por cátions".
A CTC a pH 7,0 (T) diferencia-se da CTC efetiva a pH natural (t), pois ela inclui o H. O íon H encontra-se em ligação covalente, muito forte, com os óxidos de ferro e alumínio, e o oxigênio (O) dos radicais orgânicos.
T = S + (H + Al³)
Se desejamos liberar cargas negativas que estão ocupadas pelo H na CTC a pH 7,0 devemos elevar o pH do solo acima de 5,5. Nesta faixa não existe mais o Al³ trocável. Em certas culturas, quando se aplicam doses elevadas de calcário ele irá neutralizar parte destes íons H ou acidez não trocável.

4 - Percentagem de saturação por Alumínio (m%)
Expressa quanto por cento da CTC efetiva está ocupada pela acidez trocável ou Al trocável.
"Seria a percentagem de cargas negativas do solo que está ocupada pelo Al³ trocável, próximo ao pH natural do solo. Ela expressa a toxidez do alumínio".
Quanto mais ácido for o solo, maior o teor de alumínio trocável, maior a percentagem de saturação por Al, menores os teores de Ca, Mg, K e, consequentemente, menor a soma de bases trocáveis.
m (%) = (100 x Al³) / t = (100 x Al³) / Ca²+Mg²+K¹+Na¹+Al³
Em solos arenosos, com alta saturação por Al³, a produção de massa verde de soja reduz consideravelmente a partir de 12% no valor m%. A soja é sensível à saturação por alumínio. Doses de calcário devem ser recomendadas para elevar a saturação por bases (V%) em 60%.
Em solos argilosos, a situação não é tão ruim. Aqui o fator limitante na produção de massa verde da soja foi a partir do valor m% de 31%. Em solos argilosos a saturação por bases (V%) deve ser elevada para 50%.
No sistema de plantio direto, deve-se considerar V = 60%.
Neste experimento, a relação Al/Ca teve comportamento drástico na produção de massa verde da soja em solos arenosos onde o valor da relação ficou em torno de 0,2. Nos solos argilosos a relação Al/Ca foi de 0,5.
Quando a saturação por Ca for inferior a 4 ou 5 vezes o alumínio, a produção de massa verde da soja cai drasticamente em solos arenosos. Já em solos argilosos, com a saturação de Ca duas vezes mais que a saturação por alumínio, ou seja uma relação Al/Ca igual a 0,5 o comportamento é menos drástico.
O efeito tóxico do Al é maior no solo arenoso do que no solo argiloso.
Quando se adiciona calcário na dosagem recomendada aumenta-se os teores de Ca e Mg e vai reduzindo os teores de Al³ (acidez trocável), até que no pH 5,6 o Al³ , praticamente, deixa de existir . Com isto o valor da percentagem de saturação por Al (m%) fica zerado. E, por consequência, a percentagem de saturação por bases da CTC efetiva deve ser 100%. Neste patamar a acidez trocável deixa de existir.
Diminuindo-se de 100 o valor encontrado em m%, teremos a percentagem de saturação por bases da CTC efetiva.5 - Percentagem de saturação por bases (V%)

Este valor expressa quanto por cento dos pontos de troca de cátions no solo estão ocupados por bases. Ou seja, “quanto por cento das cargas negativas a pH 7,0 estão ocupadas por Al e H; o valor V% serve para diferenciar solos pobres (V<50>50)”.
Vários Estados brasileiros utilizam o V% para recomendar a quantidade de calcário a ser aplicada ao solo, pelo método de elevação de bases.

V% = (100 x S) / T = [100 x (Ca+Mg+K+Na)] / (Ca+Mg+K+Na+H+Al)
Diminuindo-se de 100 o valor V encontramos a percentagem de saturação por ácidos da CTC a pH 7,0.

21 comentários:

  1. Tenho um analise de solo com o valor V= 100%,o que devo fazer?isso é bom ou ruim?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Solicito me informar os teores de cátions K, Ca, Mg, Al e (H + Al). Se o potássio e o sódio estão expressos em mg/dm³ ou em cmolc ou mmolc/dm³ e se os demais cátions estão expressos em cmolc ou mmolc/dm³.

      Excluir
  2. se o meu PH é 4,3 eee.... SB= 9; CTC=91, V%= 9,9% e M%= 52%

    O que significa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando se fala em interpretação de análise do solo, devemos informar nos teores qual unidade estão expressos; Por exemplo: SB = 9 refere-se 9 cmolc/dm³ ou 9 mmolc/dm³ o mesmo para CTC 91.
      Leia o artigo, acessando o link abaixo:

      http://agronomiacomgismonti.blogspot.com/2010/03/interpretando-os-conceitos-basicos-da.html

      Excluir
  3. Professor...
    Quais os fatores afetam a CTC do solo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia http://agronomiacomgismonti.blogspot.com.br/2013/03/ctcs-e-v-como-indicativos-da.html

      Excluir
  4. Bom dia Professor
    Eu gostaria de saber por que a maioria dos autores omite o sódio do calculo da soma de bases
    SB = K + Ca + Mg
    ao invés de:
    SB = K + Ca + Mg + (Na)
    mesmo o sódio sendo uma base presente no solo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A fórmula de cálculo correta inclui o Na. Como, geralmente, os teores de Na no solo (exceção solos sódicos) são tão pequenos que por isso não é usado no cálculo. Mas, nada impede que seja incluído o teor de Na.

      Excluir
    2. Se eu incluo o Na no cálculo da soma de bases, devo incluir também para a CTC(T) que influenciará na %V, correto?

      Excluir
    3. A CTC é a soma de bases mais (H+Al). Se vc incluiu o Na no cálculo da soma de bases, logicamente ele vai aparecer no cálculo da CTC a pH 7.0 ou T.

      Excluir
  5. como eu acho o teor de na pra por na formula ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o teor de Na vem no resultado da análise. El alguns solos o seu teor é tão insignificante, que ele não é levado em conta no cálculo da SB. Caso não apareça, é necessário pedir ao laboratório para fazer a análise do mesmo.

      Excluir
  6. COMO EU ACHO O AL NO H + AL
    PRECIZO FAZER A CALAGEM MAS NAO TENHO O AL

    ResponderExcluir
  7. Ou o seu laboratório não analisou o teor de Al, o que acho pouco provável.
    Ou o teor de Al é zero ou vem expresso com ---
    Verifique novamente sua análise ou contate o laboratório.

    ResponderExcluir
  8. Olá professor. Tenho um material que a saturação do alumínio deu menor que 50%. Como é caracterizado esse material? Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia o artigo no link abaixo. Uma correção: onde diz <51% o correto é >51%
      http://agronomiacomgismonti.blogspot.com.br/2012/12/aluminio-o-inimigo-das-plantas.html

      Excluir
  9. Aluminio Trocavel , Pra que ele serve, no que ajuda a planta ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia:

      http://agronomiacomgismonti.blogspot.com.br/2012/12/aluminio-o-inimigo-das-plantas.html

      Excluir
  10. Nitrogenio e Fosforo -
    Pra que eles servem ?
    No que eles ajudam a planta ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia:
      http://agronomiacomgismonti.blogspot.com.br/2009/04/os-nutrientes-das-plantas-1-o.html

      http://agronomiacomgismonti.blogspot.com/2009/04/os-nutrientes-das-plantas-2-o-fosforo-p.html

      http://agronomiacomgismonti.blogspot.com.br/2012/12/aluminio-o-inimigo-das-plantas.html

      Excluir
  11. Professor Gismonti, você tem uma didática fora de série. Consegue explicar em texto um assunto complexo, difícil de entender. Parabéns. Permaneça com suas postagens, elas ajudam muitos profissionais de Agronomia.

    ResponderExcluir

Comente, manisfeste a sua experiência, a sua dúvida, utilizando a parte de comentários.