quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Uso dos Silicatos de Cálcio e Magnésio na Agricultura


Os silicatos de cálcio e magnésio são produtos provenientes das escórias de indústrias siderúrgicas, sem contaminação de metais pesados, mas ricos, principalmente, em Cálcio, Magnésio e Silício. Os silicatos são constituídos de CaSiCO3 e MgSiCO3. Estes produtos  proporcionam uma liberação de silício, cálcio, magnésio  e um aumento do pH do solo. Já comentamos, várias vezes, dos benefícios do silício para as plantas, como resistência ao acamamento, às doenças e pragas. As fontes de silício, em geral, são pouco solúveis, daí a necessidade de aplicar os silicatos no solo com bastante antecedência. Algumas pesquisas compararam calcário e silicatos na correção do solo e as fontes silicatadas apresentaram uma solubilidade menor que aquela do calcário.
Talvez pela presença de alumínio-silicato de difícil dissolução no solo.



As escórias da siderurgia de ferro e aço são originadas da reação do calcário com a sílica (SiO2) presente no minério de ferro ou ferro gusa, em temperaturas acima de 1.400 ºC.
Como na escolha da qualidade do calcário, nos silicatos deve-se dar uma atenção especial ao PRNT - Poder Relativo de Neutralização Total. Para não encarecer a produção, na escolha de um silicato devemos levar em consideração o PRNT e a distância da siderúrgica à propriedade. Quanto à granulometria deve-se dar preferência às partículas mais finas, ainda que isto cause problemas na aplicação. Partículas mais grossas e PRNT baixo podem influenciar no campo, causando baixas saturações de bases. 
Cabe ao produtor e a assistência técnica optarem, na correção do solo, pelo uso do calcário ou de um silicato levando em conta o custo benefício. Mas deve ser considerado as vantagens do silício pela resistência que oferece às plantas ao ataque de pragas e doenças. 

FORTES et ali. (2008) testando níveis de silicato de cálcio e magnésio na produção de gramíneas Marandu e Tanzânia em um Neossolo aplicou o método de saturação por bases (V%) para calcular a quantidade de silicato de cálcio e magnésio na correção do solo.

NS (t/ha) = (V2 - V1) x T / PRNT 

onde:
NS - necessidade de silicato em t/ha na camada de solo 0-20 cm;
V2 - percentagem de bases que se deseja atingir conforme a cultura;
V1 - percentagem de saturação de bases do solo conforme análise do solo;
T -  Capacidade de Troca de Cátions a pH 7.0
PRNT - poder relativo de neutralização total garantido no silicato.

Em geral, os silicatos apresentam 43% de CaO, 11% de MgO e 43% de SiO2 e PRNT de 70%. O leitor poderá encontrar silicatos com outros valores e PRNT . Mas lembre-se que quanto maior o PRNT, melhor a qualidade do silicato.

No solo, a reação dos silicatos na correção da acidez se processa da seguinte maneira:

CaSiO3  -------------------------- Ca²+  +  SiO3²-
SiO3²- +  H2O do solo ---------- HSiO3  +  OH-
HSiO3 +  H2O do solo ---------- H2SiO3 +  OH-
H2SiO3  +  H2O do solo -------- H4SiO4

Vemos que o SiO3² reage com a água do solo e libera OH- que vai neutralizar o alumínio (Al³+) tóxico para as plantas.

Ramos e ali (2006) em pesquisa realizada quanto a reatividade de corretivos da acidez do solo chegaram à conclusão: 
1. as fontes de silício aumentaram os teores de Ca trocável na camada superficial do solo de 0-5 cm; 
2. os silicatos de cálcio, silicatos de Ca e Mg e termofosfato foram mais eficientes que o calcário na correção do solo até a camada de 0-15 cm na quantidade de 500 kg/ha de Ca; 
3. a aplicação de silicato de Ca e Mg e de termofosfato aumentou a concentração de Mg no solo até a camada de 0-25 cm.

Reis et ali (2013) em experimentos realizados com silicato de cálcio na cana-de-açúcar chegaram às seguintes conclusões:
1. a aplicação de silicato de cálcio no solo favoreceu o aumento de pH, Ca, Mg, Fe, Mn, Soma de bases, CTC e V% do solo e diminui os teores de (H+Al), Matéria Orgânica, Zn, Cu e Si;
2. a aplicação de silicato de cálcio no solo proporcionou aumentos significativos na produção de cana-de-açúcar.

Barbosa et ali (2008) pesquisaram as formas de aplicação do silício e efeito de diferentes doses nas características químicas do solo, do tecido vegetal e na produtividade de grãos de sorgo em um Neossolo Quartzarênico de Cerrado. As conclusões destes pesquisadores foram as seguintes:
1. a aplicação do silicato no sulco de plantio ou em toda a área foram eficientes para o aumento da produtividade do sorgo;
2. a aplicação do silicato tanto no sulco como na área total aumentou o teor de silício nas folhas, colmos e grãos;
3. a aplicação de silicato aumentou o pH do solo e o teor de silício no solo.

Referências

BARBOSA, N.C.; VENÂNCIO, R.; ASSIS, M.H.S.; PAIVA, J. de. B.; CARNEIRO, M.A.C.; PEREIRA, H.S. Formas de aplicação de silicato de cálcio e magnésio na cultura do sorgo em Neossolo Quartzarênico de Cerrado. Pesquisa Agropecuária Tropical V.38, N.4, p.290-296. Out./Dez. 2008.

FORTES, C.A; PINTO, J.C.; FURTINI NETO, A.E.; MORAIS, A.R.de; EVANGELISTA, A.R.; SOUZA, R.M. de. Níveis de silicato de cálcio e magnésio na produção das gramíneas Marandu e Tanzânia cultivadas em um Neossolo Quartzarênico. Ciência. agrotec. Vol.32. Nº1. Lavras. Jan/Fev. 2008. Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-70542008000100038&script=sci_arttext> Acesso em: 09 Jan 2015.

RAMOS, L.A.; NOLLA, A.; KORNDÖRFER, G.H.; PEREIRA, H.S.; CAMARGO, M.S. de. Reatividade de corretivos da acidez e condicionadores de solo em colunas de lixiviação. Rev. Bras. Ciênc. Solo vol.30 no.5 Viçosa Sept./Oct. 2006. Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832006000500011>  Acesso em: 09 Jan 2015.

REIS, J.J.D. dos; ALOVISI, A.M.T.; FERREIRA, J.A.A; ALOVISI, A.A.; GOMES, C.F. Atributos químicos do solo e produção da cana-de-açúcar em resposta ao silicato de cálcio. Rev. de Ciências Agrárias V.36 N.1. Lisboa. Jan. 2013. Disponível em:<http://www.scielo.oces.mctes.pt/scielo.php?pid=S0871-018X2013000100002&script=sci_arttext&tlng=pt> Acesso em: 9 Jan. 2015.

4 comentários:

  1. Pode ser aplicado em superfície ou precisa incorporação? A mobilidade é igual do calcário?

    ResponderExcluir
  2. Porque no trabalho de Reis et ali(2013), a aplicação de silicato de cálcio diminuiu o teor de Si no solo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia no link abaixo o trabalho de Reis e procure a fig 5 a qual é comentada.
      http://www.scielo.oces.mctes.pt/scielo.php?pid=S0871-018X2013000100002&script=sci_arttext&tlng=pt

      Excluir

Comente, manisfeste a sua experiência, a sua dúvida, utilizando a parte de comentários.