quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Os Cuidados Essenciais para o Sucesso da Calagem

Afora a aplicação de calcário para neutralizar a acidez do solo, melhorar o desenvolvimento do sistema radicular das plantas, melhorar a absorção, pelas plantas, dos nutrientes do solo, reduzir os níveis tóxicos de alumínio (Al) e de manganês (Mn) e aumentar a produtividade das plantas, a calagem deve ser executada de maneira correta, e a escolha do corretivo é um dos fatores primordiais.
Para isto, o sucesso da calagem vai depender de uma série de medidas recomendadas pelos técnicos, e postas em prática pelo agricultor: aplicação da quantidade correta, correção do PRNT, aplicação no solo com antecedência. Mas uma medida essencial, que é a origem de tudo, é a coleta da amostra de solo, a qual deverá representar a fertilidade média do solo da área onde vai ser formada a lavoura. Uma incorreta coleta de amostra de solo vai se traduzir numa incorreta análise do solo e, por consequencia, numa incorreta recomendação pelo técnico.
A escolha do calcário, seus teores em CaO e MgO, a classificação dos calcários, os cuidados na armazenagem e a distribuição do produto na lavoura são cuidados que o agricultor deve ter para garantir o sucesso da calagem. É preciso um planejamento da época de aplicação e de acordo com o tipo de planta. Nas lavouras convencionais ou em sistema de plantio direto, em fruteiras e hortaliças, há um modo diferente de incorporar o calcário. Nos slides, abaixo, o leitor poderá ver os principais tópicos.
OUTROS ASSUNTOS
Coleta de amostras de solos
Cuidados com a calagem
Aplicação e incorporação do calcário
Métodos para determinar a calagem

4 comentários:

  1. Caro Colega

    A sua informação é tão abrangente,que é muito fácil um qualquer comentário tocar em pontos já por si referidos,pelo que peço muitas desculpas pelas vezes que tal aconteceu,e venha a acontecer. Posto isto,
    meia dúzia de linhas sobre o seu novo texto. São várias as vantagens,como tem apontado,duma calagem correcta,pois a incorrecta faz do remédio, veneno. Foi um caso destes,de veneno,que me coube,em princípio de carreira. A subida do pH do solo,muito
    pouco tamponizado,insolubilizara o manganês,um caso,aliás,já citado no comentário de 12 de Julho.
    Quanto a vantagens,não será para desprezar a subida da CTC dos solos,essencialmente,pela protólise de grupos carboxílicos e fenólicos de colóides orgânicos,e pelo desbloqueamento de cargas negativas permanentes ou de ligações quebradas.
    No caso do potássio,"a minha dama",não se mostrava
    consistente a acção da calagem,por estarem em jogo diversos factores,como a percentagem de saturação de cálcio do complexo de troca,a CTC,a dose e tempo de acção do correctivo,composição mineralógica(minerais
    primários e secundários),conteúdo e natureza da matéria orgânica e catacterísticas fisiológicas das raizes.

    Muito boa saúde,Caro Colega.

    ResponderExcluir
  2. Caro Colega

    A propósito da calagem e do seu efeito sobre o potássio de troca do solo,deixo-lhe aqui alguns dados de um ensaio de incubação,por 3 meses,de 20 amostras de solos ácidos,corrigidos com carbonato de cálcio.
    Trata-se de solos com as seguintes características:
    pH(água)-4,3 a 5,4;CTC-3,14 a 14,3 me/100g e potássio de troca-3,8 a 14,3 mg/100g(0,10 a o,37me/100g).
    Ao fim dos 3 meses,dos 20 solos,houve libertação de K de troca em 14(média de 2mg/100g).
    O pH ficou,com excepção de 2 casos,à volta de 6.

    Muito boa saúde,e a renovação dos meus agradecimentos,pela aceitação dos comentários.

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Leia:
      http://agronomiacomgismonti.blogspot.com.br/2013/10/problemas-causados-pela-super-calagem.html

      Excluir

Comente, manisfeste a sua experiência, a sua dúvida, utilizando a parte de comentários.