terça-feira, 19 de abril de 2011

Calcular a Dose de Fertilizantes na Fertirrigação

Vamos tentar mostrar como se calcula as matérias-primas para adubação, usando a fertirrigação em hortaliças. Para isto, devemos nos basear na recomendação a que chegou o técnico de acordo com o resultado da análise do solo e/ou foliar. Por exemplo, no tomateiro, o P2O5 é recomendado a aplicação de 45% do fósforo total em pré-plantio e os restantes 55% via fertirrigação. O K2O, por sua vez, é recomendado 40% do potássio total no transplante da muda, e 60% via fertirrigação. Vamos supor que o produtor tem que aplicar via fertirrigação, ao longo do ciclo da cultura, as seguintes doses de nutrientes: N=1,60 kg/ha/dia; P2O5=0,60 kg/ha/dia; K2O=2,50 kg/ha/dia. O produtor possui as seguintes matérias-primas:
1. como fonte de N, o nitrato de amônio que contém 32% de N;
2. como fonte de P2O5, o fosfato monopotássico (MKP) que contém 52% de P2O5 e, também, 34% de K2O. O fosfato monopotássico é obtido da reação do fosfato monoamônio (MAP) com o cloreto de potássio (KCl);
3. como fonte de K2O, o nitrato de potássio que possui 44% de K2O e, também, 13% de N.
Como podemos observar, duas matérias-primas, o MKP e o nitrato de potássio fornecem mais de um nutriente.
Vamos começar pelo MKP:
em 100 kg de MKP temos 52 kg de P2O5
em  X  quilos de MKP teremos 0,60 kg P2O5/ha/dia
X = (0,60x100)/52
X = 1,15 kg de MKP/ha/dia.
Ora o MKP também fornece potássio. Então,
em 100 kg MKP temos 34 kg de K2O
Em  1,15 kg de MKP teremos  X  kg de K2O
X = (1,15x34)/100
X = 0,39 kg K2O/ha/dia.
Entretanto, precisamos 2,50 kg K2O/ha/dia. Os 1,15 kg de MKP fornecem 0,39 kg K2O/ha/dia. A diferença 2,11 kg K2O (2,50-0,39) é que precisamos adicionar para fechar a recomendação de potássio. Como fonte de potássio, temos o nitrato de potássio (NP).
Em 100 kg de NP temos 44% K2O
Em X kg de NP teremos 2,11 kg K2O/ha/dia
X = (2,11x100)/44
X = 4,8 kg nitrato de potássio/ha/dia.
Lembre-se que o nitrato de potássio (NP) também fornece 13% de N.
Então:em 100 kg de NP temos 13 kg de N
Em 4,8 kg de NP teremos X kg de N/ha/dia
X = (4,8x13)/100
X = 0,62 kg N/ha/dia.
Como precisamos de 1,60 kg N/ha/dia, falta adicionar mais nitrogênio através do nitrato de amônio (NA). A diferença de 0,98 kg N/ha/dia (1,60-0,62)  precisamos completar com o nitrato de amônio.
Em 100 kg de NA temos 32 kg N
Em X kg de NA teremos 0,98 kg N/ha/dia
X = (0,98x100)/32
X = 3,06 kg nitrato de amônio/ha/dia.
Resumindo, o produtor vai precisar da quantidade de matérias-primas abaixo descritas, para aplicar diariamente, ou dividindo a dose diária pelo número de irrigações:
1,15 kg de MKP; 4,8 kg de nitrato de potássio e 3,06 kg de nitrato de amônio por hectare e por dia.
Os teores das matérias-primas utilizadas neste cálculo são as garantias mínimas preconizadas pela Legislação Brasileira de Fertilizantes. Poderão ser encontrados teores maiores nos produtos comercializados. Então, basta fazer os cálculos levando em conta as garantias expressas pelo fabricante. Mas não podem ser abaixo do mínimo proposto pela Legislação.

OUTROS ARTIGOS PARA LER
As vantagens da fertirrigação
Os fertilizantes nitrogenados
Classificação dos fertilizantes no contexto da Legislação
Fertirrigação do tomateiro

4 comentários:

  1. Valeu professor!Veja a raridade de informações que o tema oferece de forma pratica e disponível ao produtor.
    Muito obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado professor por fundamentais informações agronômicas!
    Trabalho como extensionista agropecuário e gostaria de saber da disponibilidade de um programa gratuíto de cálculo de adubação por fertirrigação. Por acaso vc sabe de algum?
    Antecipadamente agradeço vossa atenção.
    Atenciosamente, Ronaldo R Braga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Ronaldo,

      Existem muitos softwares para esta área, mas acredito que dificilmente se encontrará um grátis. Procure por Agrotis, eles têm programas para calculo de calagem e adubação e permitem o uso por um período para conhecimento

      Excluir
  3. Bom dia.

    Primeiro parabenizá-lo pelo site, pois o mesmo me tirou muitas dúvidas. Segundo gostaria de saber se o senhor poderia abordar no seu site o assunto adubação foliar com os seguintes tópicos: interpretação de análise foliar,cálculos para recomendação de adubos foliares e formulações de adubos foliares. Desde já muito obrigado.

    ResponderExcluir

Comente, manisfeste a sua experiência, a sua dúvida, utilizando a parte de comentários.