quinta-feira, 28 de julho de 2011

Calagem pelo Método Saturação por Bases (V)

Para determinar a necessidade de calagem (NC), utilizam-se vários métodos, como: neutralização do alumínio (Al), neutralização do alumínio mais suprimento de cálcio e magnésio e saturação por bases (V%). Já abordamos o assunto do cálculo da necessidade de calagem pela neutralização do Al trocável mais o suprimento de Ca+Mg, que o leitor poderá ler acessando o link:
Calagem pela neutralização de Al mais suprimento Ca e Mg
A neutralização da acidez é fundamental nos solos brasileiros, pois ela elimina o alumínio e manganês
trocáveis que, sendo tóxicos para as plantas, impedem o bom desenvolvimento dos vegetais e reduzem a produtividade das lavouras. O calcário, no solo libera Ca e Mg, que são nutrientes importantes, além de NPK e outros, para o crescimento dos vegetais.O método saturação por bases utiliza a Capacidade de Troca de Cátions (T) a pH 7,0 e a percentagem de saturação por bases (V%) para determinar a necessidade de calagem (NC), em t/ha. O objetivo é elevar a percentagem de saturação de bases (V%) a um valor desejado, conforme a cultura. Para o cálculo, usa-se a seguinte fórmula:
NC (t/ha) = [(V2 - V1) x T x f ] / 100
Onde,
NC = necessidade de calagem, em t/ha, para incorporar na camada de solo de 0-20 cm.
V2 = valor que se quer elevar;
V1 = valor da saturação de bases encontrado na análise do solo;
T = Capacidade de Troca de Cátions a pH 7,0
f = fator de correção da quantidade de calcário baseado no PRNT do mesmo.
O valor "T" é calculado pela soma dos cátions trocáveis mais (H+Al).
T = K + Ca + Mg + Na + (H+Al), em cmolc/dm³ ou mmolc/dm³
O valor "V2" varia em cada Estado. O método saturação de bases não é utilizado em todos Estados. Alguns utilizam o método neutralização do Al mais suprimento de Ca e Mg.
Por exemplo: calcular a necessidade de calagem para a cultura do milho, em propriedade situada no Paraná, onde a análise do solo apresentou uma CTC do solo a pH 7,0 de 6,85 cmoc/dm³ (T), um valor de saturação de bases V = 35%, com a utilização de um calcário com PRNT igual a 86%. Pela   tabela  anexa, o valor V2% para o miho, no Estado do Paraná, é de 60%.
Aplicando a fórmula, teremos:
NC (t/ha) = (60-35) x 6,85 x f /100.
O valor de "f" será 100/86 ou f = 1,16.
Então,
NC (t/ha) = 25 x 6,85 x 1,16 / 100
NC = 2 t/ha (arredondamos)
A correção da quantidade (f) é necessária porque a recomendação de calagem é para a utilização de um calcário com PRNT de 100%. Num calcário com PRNT = 100%, o valor "f" será igual a 1. Para corretivos com PRNT maior que 100% , a recomendação oficial sofrerá uma redução. A cal hidratada apresenta um PRNT = 135%. Neste caso o valor f = 100/135 ou seja f = 0,74. Uma recomendação oficial de 5 t/ha, com a cal hidratada, ficaria assim: 5 x 0,74 = 3,7 t/ha
A saturação de bases é variável para cada estado ou região. Para o Estado de Mato Grosso do Sul, o V2 deve ser igual a 60%. Nos demais estados da Região Central, solos sob vegetação de Cerrados, o valor de saturação (V2) é de 50%.
OUTROS ARTIGOS PARA LER
Relação Ca:Mg e o ideal para as plantas
Cuidados essenciais para o sucesso da calagem
Necessidade de calagem no plantio direto
Necessidade de calagem na cana-de-açúcar

Um comentário:

Comente, manisfeste a sua experiência, a sua dúvida, utilizando a parte de comentários.